quarta-feira, maio 10, 2006

Stadium Arcadium

MUITO bom. O novo CD do Red Hot Chili Peppers é MUITO BOM. Bem melódico, com a cara do John Frusciante, mas sem deixar o peso e o som funkeado de lado. Quem já ouviu os CDs solo do guitarrista da banda sabe do que estou falando. O que mais chama a atenção no novo álbum, no entanto, não são as músicas em si, mas a coragem e ousadia de lançar um disco duplo, totalizando 28 músicas e mais de 2 horas de som. Coragem porque a gente sabe que os artistas vendem cada vez menos diante das facilidades que a Internet traz para práticas ilícitas. Aliás, foi graças aos amigos virtuais bit-torrents e ao amigo real Gaspar que eu ouvi Stadium Arcadium antes de ser lançado. Na verdade estou ouvindo compulsivamente desde sexta-feira passada. Curioso é que um dia antes de eu baixar os 2 CDs, a banda publicou na Internet um manifesto escrito pelo Flea contra a pirataria, afinal o disco já tinha vazado. Mas como eu sou fã de carteirinha dos caras eu vou SIM comprar o original na loja. E recomendo. A propósito, como o Gapar disse, a capa do Stadium Arcadium é feia. Então coloquei uma foto deles.

De volta ao álbum, digo que me agradou bastante. Desde que John voltou a banda no disco Californication de 1999, as composições tem cada vez mais sua influência. Nesse CD não foi diferente. Solos de guitarra com um toque psicodélico, ótimos vocais alinhados com Kieds e o jeitão sempre depressivo de John. Flea... sem comentários. Não a toa é considerado um dos melhores, se não melhor baixista de rock do mundo. O baixo do “Pulga” não é só pra acompanhar a sonoridade das músicas. É pra marcar o estilo da banda. O cara se supera a cada disco. “Dani California” foi o primeiro single e estourou nas rádios, mas meu destaque vai para a faixa 2 do CD Mars, o 1º. Escute “Snow (Hey Oh)” e tente não bater o pé ou balançar a cabeça ou fazer os dois ao mesmo tempo. Boa demais essa musguinha.

Um adendo. Uma das coisas que mais me agrada no quarteto é a identidade sonora única deles. Existem muitas bandas com som parecido. Bandas menores parecidas com bandas grandes. (Por exemplo; eu acho o som do Coldplay meio genérico do U2. Não estou dizendo se é bom ou ruim apesar de eu não gostar das músicas do Chris Martin, mas acho um pouco parecido). Existem várias bandinhas de punk/rock hardcore que copiam o estilo Geen Day, como o Blink 182. Creed tem um som bacana, mas procura imitar Pearl Jam até no vocal. E a gente sabe que Pearl Jam é Pearl Jam. Tentar imitar os caras é um sacrilégio. E tem vários outros exemplos de bandas imitando bandas. Mas RHCP não tem nada que chegue perto nem propositalmente. É único.

Agora a lista das músicas preferidas de cada CD (pelo menos dos que eu tenho):

> Blood Sugar Sex Magic – The Greeting Song (Suck My Kiss, Give it Away e Under the Bridge não competem com o resto do disco, são "Au concour").
> One Hot Minute – Aeroplane
> Californication – Other Side

> By the Way – Dosed

> Stadium Arcadium - Snow (Hey Oh)


E ficou o dilema. O 1º post do blog foi sobre a minha preferência pelo Blood Sugar e eu disse que ia esperar o Stadium Arcadium pra dizer qual era o melhor. Sinceramente ainda não sei. Acho que estou levemente inclinado a continuar com o Blood Sugar. Foi o primeiro e mais ouvido CD deles.

Pra fechar, vai aí a ótima “Snow” num show deles em Londres. Vale pela performance. Mas ouçam a gravação do CD também, que vale mais a pena pra curtir a música. Ah, e parabéns pra mim pelo meu aniversário (11/05).




2 Comments:

At maio 10, 2006 10:38 PM, Anonymous michel said...

Bom, nao sei se era isso que vc queria mas to indo baixar o cd no mininova agora mesmo!!
E ainda falta quase meio hora pro seu aniversario seu maldito!!

 
At maio 15, 2006 10:59 AM, Blogger ALEH said...

os caras tocam muito!
vou procurar mais coisas sobre o CD...
valeu!

 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home